terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

RPG: O que é e porque atrai ???

   Role-playing game, também conhecido como RPG (em português: "jogo de interpretação de personagens"), é um tipo de jogo em que os jogadores assumem os papéis de personagens e criam narrativas colaborativamente. O progresso de um jogo se dá de acordo com um sistema de regras predeterminado, dentro das quais os jogadores podem improvisar livremente. As escolhas dos jogadores determinam a direção que o jogo irá tomar.
   Os RPGs são tipicamente mais colaborativos e sociais do que competitivos. Um jogo típico une os seus participantes em um único time que se aventura como um grupo. Um RPG raramente tem ganhadores ou perdedores. Isso o torna fundamentalmente diferente de outros jogos de tabuleiro, jogos de cartas colecionáveis, esportes, ou qualquer outro tipo de jogo. Como romances ou filmes, RPGs agradam porque eles alimentam a imaginação, sem no entanto limitar o comportamento do jogador a um enredo específico.
   O RPG tem seu uso amplamente incentivado pelo Ministério da Educação (MEC)como método de ensino. É usado para aguçar a cooperação mútua e o raciocínio lógico dos estudantes.
   Embora não sejam obras audiovisuais, os RPGs são classificados pelo Ministério da Justiça do Brasil através do Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação.
Conceito
   O RPG é um jogo pouco convencional quando comparamos aos jogos habituais. Em um teatro, os atores recebem seu guião (ou "script"), o conjunto de suas ações, gestos e falas, com tudo o que suas personagens devem saber e fazer. Você interpreta uma personagem de ficção, seguindo o enredo definido em um roteiro. Num jogo de estratégia, por outro lado, você está seguindo um conjunto de regras onde, para vencer, você precisa vencer desafios impostos por seus adversários - cada partida é única, já que é impossível prever seus movimentos durante o jogo. No RPG, esses dois universos se unem.
Um Jogo
   Como em um jogo de estratégia, há regras que o definem, e guiam aquilo que o seu personagem pode ou não fazer. A esse conjunto de regras chama-se sistema. Como no teatro, cada personagem tem uma história, e deve ser interpretado assim como fazem os atores. Diferente de um jogo de estratégia, você não luta contra um adversário específico, mas vive aventuras em um mundo imaginário. Diferente do teatro, você não segue um roteiro, mas age pelo seu personagem com liberdade de ação, limitado somente pelo conjunto de regras do sistema em questão.
   Um grupo de RPG pode ter de duas até dez pessoas, as vezes mais. Não existe um número específico, embora a maioria dos grupos tenha uma média de 4 até 6 integrantes. No RPG, existem dois tipos básicos de jogadores muito bem definidos: O primeiro tipo é o jogador personagem, normalmente chamado apenas de "jogador", do Inglês "Player". Esse jogador é quem cria um personagem fictício, seguindo as regras do sistema escolhido por seu grupo, e controlará esse mesmo personagem pelas aventuras do jogo. (Em alguns Jogos de Interpretação, jogadores podem controlar mais de um personagem simultaneamente, embora seja incomum.)
   O segundo tipo de jogador é o narrador, mestre ou GM (Game Master). Será ele quem criará a história e julgará as ações de todos os personagens do jogo. O narrador normalmente não possui um personagem próprio, mas controla todos os personagens não-jogadores da aventura - que seriam os coadjuvantes da peça de teatro. Enquanto o jogador tem uma atuação assemelhada àquela de um ator de teatro, o narrador seria o diretor e roteirista, aquele que define o cenário, figurantes, ambiente e tudo mais. Por isso mesmo, o narrador é aquele que deve conhecer as regras mais profundamente, e deve ser o mais experiente do grupo, normalmente seguindo um sistema de regras pré-determinado que o ajudará com os eventuais problemas e dúvidas que venham a surgir. Apesar do narrador seguir as regras de um sistema, ele pode quebrá-las, ignorá-las ou mudá-las em prol de uma fluidez no andamento da partida, baseando-se para isso no seu bom senso. Conhecer o máximo possível sobre o sistema facilita esse processo e evita arbitrariedades.
Diversidade
   Dentro desse mundo amplo também existe uma organização de pessoas que formam uma rede intricada por terem o mesmo hobby e os mesmos gostos, isso logo implica em reuniões de jogadores de mesas diferentes e de sistemas diversos ou simplesmente de curiosos. Um desses encontros acontece em Campina Grande todos os anos no periodo de carnaval. Nele é possível que os jogadores possam interagir,  jogar cardgames, boardgames (jogos de tabuleiro), e participar de diversas atividades entre elas os “lives” que são um aprofundamento da interação dentro de um sistema de jogo com caracterização dos jogadores e interação fisica... Lembrando sempre que em nenhum jogo existe a permissão para portar armas ou objetos cortantes ou qualquer coisa que possa prejudicar a saúde e integridade fisíca dos jogadores.
Veja algumas fotos do evento da rainha da Borborema.
Participantes do live de mafia (La Famiglia)


Jogadores se confraternizando depois de mais um dia de evento


Pessoal da Confraria que organiza o encontro de jogadores de rpg campina grande




Crédito: João Pires
Fonte: Wikipedia e fórum do rpg brasiliense

26 comentários:

  1. Cara. Eu não gosto de jogar RPG. Mas tenho amigos que jogam e os respeito.

    ResponderExcluir
  2. Olha eu adoro RPG e já fiz jogo ,porem amador. Esses jogos são muito bom eu já joguei ragnarok e é um jogo que é muito bom ,porem pena que não é totalmente traduzido. Os jogos de RPG são envolventes, você aprende coisas jogando, interpreta o personagem e tudo mais... O último que eu fiz tive que pegar várias imagens, sons mind, sons de efeitos, elabora textos, passagens ou bônus secretos só parei de fazer porque é muito trabalho para um e em caso da comunidade é rui mesmo as pessoas dando calote por isso não incentivo comentando em quem dar calote... Excelente post e vejo que o blog mudou um pouco agora está com imagens de RPG e imagens sensacionais... Incluindo a letra de baixa muito refletiva!

    ResponderExcluir
  3. Já joguei bastante RPG on-line, daqueles de fóruns, sabe? Tudo na base da escrita. Gostava bastante! Já com os de mesa não me dei muito bem. Sou meio travada pra "incorporar" o personagem ao vivo, hahaha. :/

    :*

    http://hey-london.net

    ResponderExcluir
  4. que isso Mylla..tem gente q é travado mas com tempo se acostuma mais o importante é a diversão..acima de tudo...XD..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA, pois é, acho que preciso arriscar outra vez! Tenho um grupo de amigos que vive se encontrando pra jogar. Um deles até me chamou pra jogar uma partida que ele ia mestrar, mas a faculdade não anda me dando trégua. XD

      Excluir
  5. Seguindo e comentando.
    Sou jogado...
    Apareça lá.
    Retribuo sempre.

    ResponderExcluir
  6. Não curto muito games... Mas legal o post, bem informativo...

    ResponderExcluir
  7. eu particulamente nao curto! mas meu marido adoraaaa

    ResponderExcluir
  8. RPG é o melhor jogo que tem para se jogar como eu disse se aprende muita coisa com o jogo e da até vontade de viver nesse mundo virtual totalmente lindo!!!

    ResponderExcluir
  9. Pois é é isso ai..rpg é muito bom..jogo muito bacana..e alem de tudo um bom hobby

    ResponderExcluir
  10. http://novalexandrianet.blogspot.com
    blog sobre varios assuntos acessem!!

    quer ganhar uns trocados com seu blog??
    entre em contato comigo
    vale a pena de verdade, so tem q ter dedicaçao
    nao é brincadeira galera é serio
    qualquer coisa me mande um e-mail
    blognovalexandria@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Até hj não entendia o por quê do facínio de algumas pessoas pelo RPG, agora entendi. É algo bem interessante. Muito boa as informações.

    abraço,
    www.todososouvidos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Jogar Rpg para mim foi uma das atividades mais prazerosas e divertidas que tive , faz tempo e eu ainda tenho saudade . Sempre preferi mestrar e era ótimo . Mestrei um Rpg diferente chamado Castle Falkestein , passado na Era Vitoriana . Excelente Post , me fez ter recordações ótimas ...
    http://andyantunes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Andy...castelo falkenstein é realmente muito bom..joguei muito..gostava bastante..

    ResponderExcluir
  14. o melhor tipo de rpg que eu acho é o RPG de mesa

    ResponderExcluir
  15. inventei uma nova modalidade de rpg aqui na minha cidade, mas pouca gente topou fazer parte

    http://hypernovarock.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Nunca fui muito fã de jogos. Mas adorei o blog.

    http://somethingaboutbooks.blogspot.com tá rolando promoção de GOSSIP GIRL, participe e concorra a primeira temporada completa!

    ResponderExcluir
  17. nunca joguei um jogo de rpg....mas eua cho muito da hora....tenho vontade de jogar...

    ResponderExcluir
  18. Ixx..gosto não.
    Mas realmente, são muitos os adeptos.
    Hey, parabéns pelo blog.

    Bjos da Cléo.
    http://vejoporai.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Olá =)

    Tudo bem?

    Já estou seguindo

    Beijos

    http://www.girlsupimpa.com/

    ResponderExcluir
  20. Parece ser um time que leva a coisa muito a sério.

    ResponderExcluir
  21. Rapaz,
    guardas as devidas proporções, vejo o RPG como uma continuidade das brincadeiras de crianças, quando cada um assumia o papel de um heroi, e passávamos Às tardes brincando com os amigos....

    http://aieporreta.blogspot.com/

    https://www.facebook.com/pages/A%C3%AD-%C3%A9-Porreta/133899440020772

    ResponderExcluir
  22. é como disse antes é um hobbie..as vezes por demais levado a serio..como em alguns casos cifras passam dos 50 milhões aproximadamente(faturamento da linha d&d ano de 2009/2010)

    ResponderExcluir
  23. Como não entendo nada disso, não vou comentar besteira. Então... sucesso no blog, parabéns !

    rs

    Diogopensamentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Que saudade de jogar Magic a tarde toda com os amigos e Final Fantasy a noite toda no Playstation! kkkkk

    ResponderExcluir
  25. Sempre tive curiosidade em saber mais sobre do que realmente se trata o RPG, e seu post esclareceu muita coisa. além disso sempre tive vontade de participar.

    abraço,
    www.todososouvidos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sou preguiçoso 25 horas por dia. Pois é, ando fazendo horas extras.
Apesar disso, além de mim seja rico ou pobre, todo preguiçoso é um cretino. Lembre -se disso antes de comentar neste lugar fétido e conspurcado...